[ editar artigo]

Quando bate aquela saudade

Quando bate aquela saudade

Te vi hoje.
Incrível como após tanto tempo, você ainda me provoca sensações inexplicáveis. Uma mistura de saudade, raiva, culpa que me faz reviver uma boemia sufocante. Você é meu êxtase, minha bagagem, um pedaço de mim que eu nunca consegui deixar pra trás. Consegui ver seus olhos arrependidos, seguidos de um ego forçado, você está sofrendo por isso de novo, mas por outro alguém. Meu forte sempre foi analisar pessoas e situações, meu defeito é analisar você. Quantas músicas intensas, cigarros e madrugadas frias eu ainda vou te dedicar?

Literatura

EternizArte
Edson Artur
Edson Artur Seguir

Ler conteúdo completo
Indicados para você