[ editar artigo]

Poemas perdidos

Poemas perdidos

 

Ah! Meus poemas perdidos

Alguns perdi do papel

outros vazaram da mente

Uns nascidos, outros abortivos

Aonde vai um poema perdido

Divaga na mente

Foge do pensamento

Do papel escorre a tinta

Fica extinto, desaparecido

 

Ah! Meus poemas perdidos

Quando penso que se foram de mim

Levaram-me sentimentos

deixaram-me saudades

apagaram-me lembranças

esconderam-me verdades

 

Ah! Meus poemas perdidos

Em vão rebusco palavras e crio versos estéreis

com rimas fugazes que vagam na escuridão

envoltos em noites mal dormidas

Momentos de êxtases mal vividos

instantes de sonhos outras vezes adormecidos

 

Ah! Meus poemas perdidos

Ando a procurá-los

Como haverei de encontrá-los

Um dia reencontrando-os hei de homenagear a todos

Com versos novos lembrarei

daqueles antigos esquecidos

Ah! Meus poemas perdidos

(Gerson Maciel, do livro Poemas Perdidos - contato: 74 9 9191 9039)

Literatura

EternizArte
Gersão Maciel
Gersão Maciel Seguir

Pedagogo. Professor de Física. Mestre em ensino de Física. Poeta. Escritor

Ler conteúdo completo
Indicados para você