[ editar artigo]

O trânsito das pedras

O trânsito das pedras

O trânsito das pedras


Nesta estrada  que  viajamos, o período noturno ,
 
É de intensa ameaça...

Onde se aprende de tanto caminhar , conhece-se mesmo até as
 
Crateras  deste asfalto de tanto se viajar  ,

A vida vai e vem  e nos torna guerreiros imediatos,

Viciados  em viver,  fazer experiências ,

Prolongar o próximo beijo ...

Sofrer tanto  as promessas  de um amor .

Testar o ultimo desejo.

A vida   também pode ser áspera,

Mas, quem disse que não seria assim ?

De  tudo um pouco  :

Não gostamos da chuva,  nem do sertão !

E  sim da coisa pronta , da fruta muito doce e descascada .

Não servimos ao próximo

Mas, queremos toda benevolência  do mundo .

Seremos, somos  humildes? 

Mas a vontade mesmo é de sermos universo.
 

Literatura

TAGS

Poesia

Ler conteúdo completo
Indicados para você