[ editar artigo]

Nosso sonho

Nosso sonho

Dentro de tantos risos oportunos,
Sei também  que existem tempos importunos,
E surge a coragem de prosseguir.
E junto a  infelicidade e o riso de viver,
o amor me acena...
Esperando que participemos da próxima apresentação,
Que ficará em cartaz por dezenas de anos
Ou até quando a carne suportar a imperfeição deste sistema.
Condenado, meu coração tem que te levar para sempre,
Minha ordem pra ele é:
Conduzir-te sempre bem, esperando que não esconda suas lagrimas eu espero ,
Há tempo por teus beijos, o teu sorriso minha melhor pintura.
E dentro de tanta motivação para amar no verbo supremo.
Vamos nos  amar na serenidade dos nossos dias...
Encontramos o rancho da simplicidade,
Vamos nos amar nas noites de luar,
Respirar melhor, e alimentar com coisas boas,
Beberemos águas purificadas, dormiremos numa rede.
Assine esse termo de amor.
Oh querida de tantas expectativas, o sonho aguardado.
Amo-te!

Literatura

TAGS

poema

Ler conteúdo completo
Indicados para você