[ editar artigo]

Maré Intensa

Maré intensa

Tempestade agressiva

Confusão. Muita informação.

Tristeza? Perda. Problemas.

Cobranças. Pendências.

 

Maré alta.

Tá inundando a vida

Afogando os pensamentos

Ele não merecia. Agora não entende.

Também não entendo.

 

Família inocente. Coração sincero.

Tragédias acontecem. A gente não espera.

Não tem como esperar. Não tem como

estar preparado. A morte é um mito

só pra quem ainda não perdeu ninguém.

 

Sentimento abalado. Mente dispersa.

Ele não precisa de palavras. Só da sua

Oração. Das suas energias, da sua melhor

Vibração.

 

Tsunami. Titanic. Torres Gêmeas. Milhares

de gente. É a mesma dor que sente. Na falta

do pai. No vazio que fica, como que preenche?

Precisa de gente, gente do bem.

 

O amor vai salvar. A dor vai se esconder.

O céu vai abrir. Vai te ensinar. Agora não

vai entender. Mas vai conhecer. Mais de

você. Quem tem que ficar, e quem tem

que esquecer.

 

E é assim. As tempestades passam, várias vezes.

Momentos sombrios. As vezes dias, as vezes fases.

A tristeza é ruim, mas ela te salva. Exatamente

como mostra um filme infantil “Divertidamente”.

O que o nosso coração sente. Fomos crianças, ainda

somos em essência. Se sentir triste, também nos

aproxima de pessoas do bem, e principalmente,

da gente.

 

Por Gabriel Brasil 

(@biel_brasil)

Literatura

EternizArte
Gabriel Brasil
Gabriel Brasil Seguir

Ler conteúdo completo
Indicados para você