[ editar artigo]

Mãos

Mãos

Faz parte do nosso corpo,
Pertence a você e a mim.
Com ela fazemos de tudo,
É de uma importância sem fim.

A primeira vez usadas,
Foi com carinho e amor.
Foi com elas que do barro,
Nos formou o criador.

Trabalham plantam e colhem,
Elas quando estão unidas.
Podem repartir o pão,
Como também tirar vidas.

Fazem grandes construções,
Também podem demolir.
Com um aperto elas fazem,
Alguém chorar ou sorrir.

Guiam o cego no escuro,
Tiram alguém do perigo.
E com apenas um gesto,
Jogam muitos no abismo.

Com elas acariciamos,
Demonstramos nosso amor.
Mas se a ousarmos pro mal,
Fazemos alguém sentir dor.

Fazem remédios que curam,
Tiram tesouros da terra.
Mas elas também fazem armas,
Que matam muitos na guerra.

Para quem está perdido,
Elas mostram o destino.
Mas se apontarem errado,
Acabam alguém destruindo.

Estão sempre ajudando,
Enquanto o corpo tem vida.
E mesmo a morte chegando,
Sobre o peito vão unidas.

Só teve alguém nesta terra,
Que só para o bem as usou.
Mas os homens com as suas,
As Dele na cruz cravou.

Literatura

EternizArte
Claudio Silva
Claudio Silva Seguir

Sou um sonhador mor, gosto de ler ,viajar conhecer lugares diferentes, de escrever poesias, amo a natureza e a liberdade como o maior bem que o ser humano tem.

Ler conteúdo completo
Indicados para você