[ editar artigo]

Grito de comando

Grito de comando

Ordenada baila a humana decadência.
Reeducação para as mentes poderosas.
Livre Deus! as crianças das mãos impiedosas,
As inocentes crianças esperam...
Um doce momento de paz, e almejam!
Mas, grito de comando para a guerra iniciar
Vão outros negócios renovar
Um show de catástrofes
A luz de estampidos poderosos e holofotes
Imagens vermelhas impregnam as retinas
Homens que jazem benevolentes, hoje mentes cretinas
Não quero ver a negra morte,
Ó Deus não me permita esta sorte
Nem velar meu irmão.
Tatua a paz em meu coração
Só dementes gostam tanto
Desse show à parte com espanto!
Quero meu jardim com muitas flores
Vivenciar em minha arena mil amores
Viver no teu mundo Senhor o quanto posso
Ó Deus não me permita remorso,
Quero semear minha parcela em rio bondoso
Um trabalho voluntario, saudável e caridoso
Nova  terra, um paraíso, torne-se frutífera
E no futuro colher a paz e a decência .

 

Literatura

Ler conteúdo completo
Indicados para você