[ editar artigo]

Gostaria de ser Dom Quixote

Gostaria de ser Dom Quixote

Não muda o único devaneio
Aliados cordeiro deste amor,
sarcástico ou profano?
Será reciproco ou de engano ?
Mas,desbotou o mundo que era de arco-íris.
E tem uma voz que se desmancha e adverte:
-Não se entregue ainda amigo.
Às vezes gostariam de ser personagens de Cervantes
O amor que morreu é batalhou.
Presente e atualizando o tempo,
Há quem brinde a tantos amores,
A segunda vista, cristais inquebráveis.
Serão dedicados a camaleões?
São tantas emoções?
Seres humanos  belos de beleza repentina
Dentro do coração.
São bruxas ou bruxos ?
Talvez serpentes?
Homens anestesiados que entregues a dança
Esperam que nunca termine
Mundo doído .

Literatura

TAGS

poema

Ler conteúdo completo
Indicados para você