[ editar artigo]

desconhecida

desconhecida

hoje, caminhei na contra-mão falando sozinho...

lembrei-me de um velho amigo - o alemão

cujo nome nunca saberei

 

lembrei-me das suas antigas loucuras

que deram a toda essa realidade indisposta à minha frente

um contorno definitivo e coerente.

 

caminhei na contra-mão falando sozinho...

foi logo depois que esbarrei em sua lembrança

cujo nome nunca saberei!

 

conhecer-se nos traz um certo desconforto

um desgosto até.

mas também uma certa tranquilidade

 

para caminhar na contra-mão, falando sozinho.

 

                                     Marcelo E. de Oliveira

 

 

Literatura

EternizArte
Ler conteúdo completo
Indicados para você