[ editar artigo]

Confio

Eu era um pássaro errante

Se quer sabia ir adiante

Veio a palavra é propôs 

Um rumo muito diferente

Igual a réstia da lua clara

Que por si só se declara

veio para aguçar a mente

Daquele que curte pensar

Comentar sobre rimas e versos

Capaz de compartilhar ideia

Que nos seus versos confessa

Numa poesia nua capaz de dá 

Numa bandeja o sentimento 

Que tanto se bem saboreia 

Como o sabiá  que canta bem

Fala de amor ou da razão 

Os segredos de um coração 

há muito resolveu assumir

O que faz em te por ti em mim

 Faz-nos padecer,mas, crescer

Em um momento de florescer 

Ao amor fazer valer o coroamento

Como uma homenagem pura

Que se faz às pessoas maduras

Sem parecer degradante assim

Volta e meia na direção da vida

Que nós dá uma posição  Boa

Nada como ficar à toa  na vida

Para não vermos a vida passar

Através das lentes dos óculos 

Que protegem olhos opacos

De sentimentos caóticos, fracos

Amar vai além: do amar, do sofrer

Do pensar, do obscurece, é viver...

 

 

 

Literatura

EternizArte
Fatima sa sarmento
Fatima sa sarmento Seguir

Sou uma leitora compulsiva, professora especialista em literatura Brasileira- UFPB. Professora do médio e fundamental da Paraíba. Sonho em escrever desde criança, mas as circunstâncias não foram favoráveis. Trabalhava em dois Estados. Tenho 55 anos

Ler conteúdo completo
Indicados para você