[ editar artigo]

Asas

Asas

Eu nunca senti tanto
a falta que faz um abraço
me sinto como uma estrela
sem brilho perdida no espaço.

E como faz tanta falta
aquele aperto de mão
o sorriso escondido na mascara
que alegrava o coração

A felicidade sumiu
a alegria entristeceu
a vida está em quarentena
a esperança se escondeu

As asas da liberdade
que um dia Deus nos deu
no calor da solidão
de tristeza derreteu.

Literatura

EternizArte
Claudio Silva
Claudio Silva Seguir

Sou um sonhador mor, gosto de ler ,viajar conhecer lugares diferentes, de escrever poesias, amo a natureza e a liberdade como o maior bem que o ser humano tem.

Ler conteúdo completo
Indicados para você