[ editar artigo]

A Porta do Mundo

 

A PORTA DO MUNDO

 

Será que o mundo tem porta?

Se tiver eu quero entrar.

 

Aqui na escuridão só ouço o chacoalhar

de correntes do fino aço tecnológico

 

e o riso de hienas graduadas,

bonitinhas, comportadas

 

que se comprazem em coreografias

improvisadas que enfeitam

 

as noites ensolaradas.

Onde está a porta do mundo?

 

Chamei o celular do Kafka

mas sua bateria está fraca,

 

a comunicação claudica

embora ao fundo ouço

 

risos imprecisos

de graduadas hienas

 

que ecoam na escuridão.

Tombaram a porta do mundo?

 

Mudaram a fachada

tombaram as entranhas

 

dos vastos mundos

que à nossa volta nos enganam

 

com a bolsa governabilidade.

Ah, se eu pudesse entrar

 

no mundo adiantaria alguma coisa?

Talvez eu conhecesse alguém real,

 

não um fantasma das redes sociais,

não trezentos amigos virtuais.

 

Uma coisa, porém, me preocupa:

Será que o mundo tem porta?

 

 

 

 

Literatura

Ler conteúdo completo
Indicados para você