[ editar artigo]

Próprio Acróstico

 

Hoje, eu surjo como um ser...

E um ser poético, inteligente, puro.

Jamais um ser igual nem diferente

Assim surjo para alegrar esta gente.

Sou o que vocês quiserem:

Amado, amante, mais um poeta que...

Nasce para ser de todos.

 

Nascimento está em mim, como Santana está no meu nome.

Assinando tantos nomes da poesia.

Sou um poeta e não sabia.

Certamente não sabia!

Inspiração já tinha na pele,

Magia conquistada por um dom divino

Erguido pelas mãos do Nosso Senhor, Deus.

Neste momento da vida, escrevo a minha sina,

Tantos detalhes são escritos em forma de poesia

Os quais me guiam pela vida.

 

Santo! Eu não sou nem um ditador.

Assinar meu nome com caneta esferográfica ou lápis de cor

Não sei ainda.

Tentarei, o mais breve possível, um dia!

Assim termino mais uma poesia, ou melhor, meu próprio acróstico,

Não aceitando a minha deficiência e sim...

Analisando a “deficiência” dos outros. 

 

Hejasan Nascimento Santana

29 de fevereiro de 2004

#Poessia#Concurso#PoiesisEternizarte

Concurso Poiésis EternizArte

Ler conteúdo completo
Indicados para você