[ editar artigo]

O VELHO

O VELHO

                                                                        Um barco de tristeza navega calmo nos olhos de um velho.../ Quando se cerram as pálpebras,/são içadas as âncoras das lembranças;/ com elas,todas as alegrias e tristezas/vêm grudadas feito lama./ O céu agora é um manto de escura noite./ Seus sonhos:seus remos./ À espera de encontrar um porto/ de alegrias e prazeres./ O barco vaga meio a deriva./ O tão desejado porto em nenhum lugar se vê./ E o barco segue cego.                                                                                                                                                                                                               #Poesia  #Concurso  #Eternizarte

Concurso Poiésis EternizArte

TAGS

Poesia

arte

Ler conteúdo completo
Indicados para você