[ editar artigo]

O mundo parou

O mundo parou

Paramos o tempo
E por um instante tudo perdeu o sentido
Homens perdidos em meio ao caos
Usando máscaras, agora sem metáforas 
Lembrando dos cuidados com a higiene pessoal como nunca antes
O álcool em gel agora é o antídoto mais eficaz contra as mentes atormentadas 
Muitas perguntas ficaram no ar
E tantas outras sem respostas
Ninguém nos preparou para isso
E agora?
Meu peito chora
Perdi um, dois, três na família 
E quantos mais partiram e partirão?
As covas foram abertas como buracos em minha alma
O achismo tomou conta das redes sociais e dos noticiários 
E cadê a solução?
Vacinas foram produzidas sem eficácia garantida
As cobaias provaram que nada é certo
Disseram que a culpa é de Deus que resolveu punirmos 
Quanta ironia!
Nesse caso Deus seria a maior vítima da humanidade 
Se for assim não aprendemos nada com a lição 
Vejo os ignorantes sem máscara espalhando o vírus 
E outros fomentando a terceira guerra mundial contra a China
E pessoas com fobia de pessoas
O isolamento sentença de poucos
Já os tolos brindam a vida com aglomerações 
Quanto egoísmo! 
Que nação doente
Esse vírus conseguiu provar
Que se o mundo acabasse hoje
Todos seríamos parte do projeto mais intrigante e falido de Deus
2020 não acabou 
Ainda temos tempo de olharmos no espelho
E fazermos diferente
Afinal não existe o novo normal
Mas temos a possibilidade do recomeço

#Concurso #Poesia #PoiesisEternizarte

Concurso Poiésis EternizArte

EternizArte
Ler conteúdo completo
Indicados para você