[ editar artigo]

No meu lugar não tem mar

No meu lugar não tem mar

Tu que vens conhecer

Por aqui? Não passa, nem vê!

Vai lá pros lados do mar

Volta e diz: belíssimo lugar

 

Veja o céu azul!

Pois aqui não bonito.

Nuvens negras cobrindo o sol

Não me deixa aflito

 

Chuva pra molhar o chão

Semear vidas, sementes da ilusão

Conhece os dias no sertão?

Fortes, alegres, esperança não falta

 

Ouvi dizer que de fato lá é bonito

Terço na mão, olhos no céu, por aqui oramos

Em dia de novena renovamos a esperança

A noite tem festa, e esquece o azul infinito

 

#Poesia #Concurso #PoiesisEternizarte

Concurso Poiésis EternizArte

EternizArte
Luiz Alencar
Luiz Alencar Seguir

Antes de querer um laço Companheiro eterno Para não ficar lasso Tenha na base AMIZADE.

Ler conteúdo completo
Indicados para você