[ editar artigo]

Mundo Cabresto

Me visto de modo que não me agrado, mas para o agradar.

Conheço coisas que não gosto, mas que me é imposto e cobrado.

Me porto como algo que não sou,  vivo feito condenado.

A diversidade é igual,

o diferente é igual,

 o bonito é  igual.

Sou cativo desse mundo cabresto, onde me rotulam, colocam preço e me mandam ao mercado seleto.

Tomaram minhas rédeas! Hora de obedecer, mesmoque signifique a minha individualidade se perder nessa mundo do ser ou não ser.

#Poesia #Concurso #PoiesisEternizarte

Concurso Poiésis EternizArte

EternizArte
Ler conteúdo completo
Indicados para você