[ editar artigo]

Desilusão.

Oxe seu minino
Que nesse mundo pequenino
Quem besta tem cavalo não compra
Sente-se que vou dar conta
Do causo que sucedeu
Um cabra  vivido como eu
No alto de minha idade
Faltou me a capacidade
De controlar a emoção 
Fisgado em uma paixão 
Daquelas que de repente 
Tira o sossego da gente
E do jeito que vem, se vai
 Se quer olha pra trás
Pra te dar satisfação 
Fica tu com coração 
Apertado, aperriado
Feito mendingo sem trocado
Sem rumo sem direção 
Acompanhado sempre do não 
Que teima insistente
De forma indiferente 
A todo zelo dado
Viraste um coitado
Que não viste limite
Pra ele só existe 
O motivo da desilusão

#Concurso #Poesia #PoiesisEternizarte

Concurso Poiésis EternizArte

Ler conteúdo completo
Indicados para você