[ editar artigo]

Cigana da Rosa

Cigana da Rosa

 

 

Seu bailado é labareda

Do fogo que corre em suas veias.

Ela guarda nas cartas o destino

E, como toda rosa, tem seus espinhos.

 

Ela canta para afugentar 

Os males e as dores dos corações.

Ao redor da fogueira, ela faz emanar

As mais poderosas e radiantes vibrações.

 

Ela toca o pandeiro,

Ela gira a sua saia.

Ela encanta o mundo inteiro,

É a magia de Gaia.

 

Ela tem o leque em suas mãos,

Ela tem o olhar que hipnotiza.

Ela faz vibrar de amor o coração

De todos aqueles que ela enfeitiça.

 

Optchá! 

Salve, doce cigana!

Optchá!

Pura magia que da alma emana!

 

Gire sua saia, 

Toque seu pandeiro.

Jogue suas cartas,

Encante o mundo inteiro!

 

Abra seu leque colorido,

Dance ao redor da fogueira.

Deixe esse mundo mais bonito,

Doce e bela feiticeira!

 

MCSCP

 

#Poesia #Concurso #PoiesisEternizarte

 

 

Concurso Poiésis EternizArte

EternizArte
Maria Cleide da Silva Cardoso Pereira
Maria Cleide da Silva Cardoso Pereira Seguir

Versos de afeto dispersos pelo universo

Ler conteúdo completo
Indicados para você