[ editar artigo]

Anjo do mal

Anjo do mal

Ele é o sinistro, um agente

competente,

muito eficiente,

que está fazendo direitinho o combinado.

Ele não deixa nada sair errado.

Ele não perde uma oportunidade.

Presta atenção no foco da imprensa e da sociedade.

 

Aproveita os momentos de dor,

e sem nenhum pudor,

autoriza as ações de terror!

 

Ele recebeu as ordens do Alto Comando:

destruir o máximo possível,

no menor tempo possível.

É preciso desburocratizar,

normas simplificar,

os interesses dos aliados valorizar

e com a vida, não se preocupar.

 

Age na covardia,

à luz do dia.

Abre, sem medo, as porteiras para a ilegalidade.

Na certeza de que, na Terra de Cabral,

 o que impera é a impunidade.

 

O filho do mal tem pressa,

A ideia é “dar de baciada”.

Na lei, em silêncio, ele dá uma amaciada.

E de canetada em canetada,

A destruição é aprovada.

É a morte, legalmente, anunciada!

                (Fhe Nogueira, em 10/2020.)

Concurso Poiésis EternizArte

EternizArte
Fernanda Nogueira Ferreira Porto
Fernanda Nogueira Ferreira Porto Seguir

Fhe Nogueira é uma eterna aprendiz, que ama a natureza e luta por justiça.

Ler conteúdo completo
Indicados para você