[ editar artigo]

ADMIRÁVEL TIA LALI

ADMIRÁVEL TIA LALI

ADMIRÁVEL TIA LALI
ALDAIR PEREIRA DE OLIVEIRA SANTOS
Tal uma mãe, mas sem ter parido,
De colo aconchegante
Figura pequenina
Mulher vivida
Ninguém sabe se é sofrida!
-“ Demonstrar sofrimento pra quê?
“Se a alegria vem das tripas”- diz ela assim.
Olhos azuis, corpo franzino,
Mulher inquieta e laboriosa
Faz questão de ser “farturenta”
Tudo que tem, sabe repartir.
Aos setenta anos de vida
De naturalidade paraibana
Ela se orgulha de ser.
Virado para o sol
Fica o seu casarão
Com portas de duas bandas,
Muitas janelas e uma varanda
Ali, acolhe as visitas 
Especialmente as bordadeiras
Suas amigas faceiras
Que juntas com a tia Lali
Fazem a alegria da casa.
Do seu velho forno de lenha
Saem suas deliciosas petas
Que jamais faltam à mesa
Aos afilhados, sobrinhos e irmãos.
Se amigos ou conterrâneos aparecem
As petas da tia Lali
Prontamente lhes apetecem.

#Concurso #Poesia #PoiesisEternizarte

Concurso Poiésis EternizArte

EternizArte
Ler conteúdo completo
Indicados para você