[ editar artigo]

A Mim e aos Meus

A Mim e aos Meus

Paz, calmaria, proteção 
amor, sensibilidade, sabedoria
peço a mim e aos meus em oração 
nos versos de uma singela poesia.

Se tenho que escolher entre escudos ou espadas
Escolho os dois como aprendi com o mar
Que na paz e calmaria de suas águas salgadas 
Sabe a hora certa de retroceder e de atacar.

Nas ondas que a vida traz vou me equilibrando
Consciente que posso ir contra espadas afiadas
Na correnteza forte vou caindo e levantando 
Pois meu sustento vem de uma força sagrada.

Com autoconhecimento que o mar me concedeu
Faço oração as lágrimas derramadas
E mesmo caindo e levantando serei sempre eu
com a paz e calmaria das minhas lágrimas salgadas

Peço sabedoria como um amuleto
Um talismã feito de toda sensibilidade 
um escudo de paz no meu peito
e amor como minha mais pura verdade.
 

Concurso Poiésis EternizArte

EternizArte
Welisson Corona
Welisson Corona Seguir

O poeta enxerga brilho e cores em um sorriso // Traduz de um olhar as mais belas melodias // Conta em gotas um sentimento se for preciso // Para encantar corações com suas doces poesias!

Ler conteúdo completo
Indicados para você