[ editar artigo]

Voltar a Navegar

Voltar a Navegar

 

Caminhando lentamente pela praia, se permitiu respirar longamente.

Despreocupada e serena, vislumbrou o mar e deixou o passado ser levado.

Se permitiu, a cada passo, abandonar

Os pensamentos que pesavam na alma,

Os sentimentos que apertavam o peito,

As cobranças que a circundava.

 

Era verão em seu coração,

Era verão em seu renascimento,

Era emoção poder se libertar,

Era o passado que ficava pra lá.

 

O amor, que nunca a abnegou,

Novamente... voltou a ser ouvido,

Novamente... voltou a ser sentido,

Novamente e finalmente foi priorizado.

 

Um coração pesado dificulta o despertar,

Mas a vida sempre encontra um jeito de sincronizar.

Naquele verão, diante do grandioso mar por testemunha

Aceitou que novamente o amor viesse, tal qual uma doce brisa,

Curando as feridas, para mais uma vez, voltar a navegar.

 

Poetisa Sayonara Sales

#Poesia #Concurso #Eternizarte

Ler conteúdo completo
Indicados para você