[ editar artigo]

URGÊNCIA-EMERGÊNCIA

URGÊNCIA-EMERGÊNCIA

URGÊNCIA-EMERGÊNCIA

Sob risco de morrer ou mal viver,
Cheguei necessitando de cuidado.
Morte e vida caminham lado a lado
Depois do que não soube precaver.

São politraumatismos, a saber,
Edemas e hematomas no costado.
Com o sobrolho esquerdo retalhado,
O sangue continua a m'escorrer.

Morrer é transformar pessoa em cousa:
Escrever nome e datas n'uma lousa
Até m'os apagar chuvas e ventos...

Enquanto estiver vivo, todavia,
Urge agora estancar a hemorragia
E me manter na mente os pensamentos.

Betim - 12 07 2020


 

EternizArte
Ricardo CUNHA
Ricardo CUNHA Seguir

Escrevo. Gosto de escrever. Se sou escritor ou poeta, eu deixo para o leitor ponderar. https://medium.com/@arqt.ricardoc

Ler conteúdo completo
Indicados para você