[ editar artigo]

Transformando sua relação com o passado!

Transformando sua relação com o passado!

 

Era o dia do casamento de Melissa e o que era pra ser um dos dias mais felizes de sua vida, estava sendo um dia cheio de lembranças tristes e dolorosas, por causa de um trágico acontecimento vivido por ela, em sua festa de 15 anos, quando seu pai que já era separado de sua mãe, prometeu que dançaria com ela na tão sonhada festa de debutante e que para tanto, ela ficou esperando até não ter mais tempo e se sentiu envergonhada e abandonada de uma forma terrível e lamentável. Depois daquilo, os fantasmas do abandono e da insegurança sempre e em todos os momentos importantes se manifestavam de forma mais amedrontadora.

Esta história criada no meu imaginário, tem sido lamentavelmente a triste realidade de milhares de pessoas, que de forma maior ou menor, igual ou diferente, tem sido atrapalhadas em seu presente, por conta de lembranças de seu passado.

Chega um momento em nossas vidas que precisamos tomar a decisão se vamos continuar vivendo sempre com medo de que uma forma ou de outra, nosso passado se repita causando em cada pessoa as tristezas e angustias vivenciadas noutros tempos, ou se vamos como tenho falado, pegá-lo pelo colarinho e colocá-lo em seu devido lugar.

Não quero que você despreze por completo seu passado, pois suas dores, frustrações, perdas e tudo mais que aconteceram contigo lá, foram as pedras que te construíram para que você chegasse exatamente onde está hoje e a grande questão é a forma como lidamos com ele. Venho propor uma transformação, para que nos relacionemos com ele sem permitir que ele nos atrapalhe de vivenciarmos tudo aquilo que sonhamos para o presente, e também para o futuro.

Olhe para seu passado como um aprendiz e tire todas as lições importantes que dele você possa tirar. Alguém já falou que existem duas máquinas do tempo que podemos fazer uso, uma que nos leva ao passado, que são nossas lembranças, e, a outra que nos leva ao futuro, que são nossos sonhos.

Ao retornar, retorne com caneta e papel, aprenda com ele e saiba que não está condenado a repetir os mesmos erros, ao invés de deixar-se ser atormentado por ele, deixe-o ser seu professor.

Mudando esta pequena forma de vê-lo, você não mais será impedido de aproveitar o belo do hoje, do agora: o presente!

Comece agora mesmo, pois daqui a um ano você terá se arrependido de não ter iniciado hoje!

Deixe sua assinatura no universo.

Te vejo no topo.

Renato Eduardo.

 

 

 

TAGS

Auto ajuda

Ler conteúdo completo
Indicados para você