[ editar artigo]

Tempestades

Tempestades

Ventos que sopram meus sonhos no ar
De lágrimas em velas batendo nos cantos
Levam-me em águas salgadas do mar
Gaivotas cantando seus mais belos prantos

Nuvens chegando com cores de guerra
Tingindo de sangue dores e agonia
Lavando-me a alma nos seios da terra
Beijando o espaço em doce calmaria

Ler conteúdo completo
Indicados para você