[ editar artigo]

Surrealidade

Surrealidade

Tem dias que existo
E o mundo deixa de ser cinza
As coisas tem beleza
A vida é mais leve
E eu vejo amor em tudo...
Nesses dias
Sou grata ao universo
Pela existência
Pela perfeição
De tudo que me cerca.
São dias azuis
Amarelos
Vermelhos
E  sobretudo verdes...
Porém há dias
Que estou inexiste
Invisível
Não quero existir
Penso em como seria
Não estar vivendo
Nada de medo
Nada de dor
Nada de angústia
Só o silêncio
O vazio reconfortante.
Essa dualidade
Vem consumindo
Os meus dias...

Marcia Sales

 

EternizArte
Márcia Sales
Márcia Sales Seguir

sou Mulher, mãe, feminista, feminina, batuqueira, educadora, artesã e poetisa. Amo o mundo das letras desde criança, minha vida é permeada pelas histórias e poesias marcantes. Através da palavra me traduzo, me revelo e me transformo.

Ler conteúdo completo
Indicados para você