[ editar artigo]

Súplicas em suvenires rubros

Súplicas em suvenires rubros

Brados psíquicos dos imaginares obscuros,
de uma aura rubra,enfadada,aos respingos em paredes de ponderos em vulgares Futuros;
cavo a noite, á busca de saraus sobre as deformidades,
de conformidades;
sobre o promíscuo sulfo Ser;dos apregoados filamentos de ocultos
discernimentos.

Indigestão do fitar,que ressoa em dizeres Bestiais,á razão dos sortidos suvenires sociais;coesão dos detrimentos.
Pobre Alma de culto rogar á centelha.
Do foragido espelha.

Apriorismos em pintados retalhos,
de um manusear em Frangalhos.
Em Tempo-Época,que ainda ousa agir;
inócua veracidade ou de mero iludir.

Antro sibilante em crosta soluço,
que o vento, cospe facas em brasas;
ao eu adjuro ,ante expulso,
em trincheiras rasas.



Semeada Serpente de rito estridente,
de perpetuo regente,
demande,um disposto docente.

 

 

Ler conteúdo completo
Indicados para você