[ editar artigo]

Sim! Eu transei com a morte.

Sim! Eu transei com a morte.

 

Um dia louco, que em constante momento

vem em memória, a lembrança desse saudoso encontro em corpos totalmente desconexos, descomplexados que sentem a desordem.

De fatal tem a boca, a língua tal órgãos,

que além de tudo dissemina palavras denotando saborosos gemidos...

Era para ser, e foi. Matava-me a instancia de amar a outro,

porém compus a dar minha alma em sacrifício e caridade.

Foi, gemidos e dores conformo meu gozo envenenado pelo ódio em ter amor pelo outro.

Ler conteúdo completo
Indicados para você