[ editar artigo]

Seu mundo paralelo é o que te mata

Seu mundo paralelo é o que te mata

Escrever é tão bom, criar histórias ou realidades,  porém as vezes para o escritor, os mundos paralelos são fatais ao se deparar com o mundo ao que se vive. Alguns foram pegos por esse mundo paralelo, suicídio e morte, ou solidão e vazio. Podemos controlar nossos mundos paralelos, mas nao o mundo em que vivemos, e nem deveríamos controlar mesmo. Essa é uma difícil aceitação, o mundo paralelo pode nos matar por dentro, se usado em intensidade de sentimentos, ah aquele amor nao correspondido, ah aquela premiação perdida, ah aquele emprego dos sonhos, na nossa visão paralela sim perfeito, mas olhamos ao redor e a decepção bate, como uma onda que se choca nas rochas. Eu posso criar meu destino na escrita, e nao vivencia-lo na verdade dos meus dias. Ah aquela linda mulher, ou ah o amor familiar, e o grande bummmm nada +nada=nada. Então assim o mundo paralelo pode te matar por dentro ou até mesmo por fora, por suas prisões emocionais. O escritor corta a carne mas as vezes esquece que os vestígios de sangue, mancham suas roupas, a carne e a realidade e o sangue é o que queríamos ser, e nesse corte a mancha ao lavar a roupa nao sai. Você é escritor? Estranho nunca ouvi falar! Você já publicou seu livro? Você já ganhou um concurso literário? A sua família te apoia? O escritor sangra ao cortar a carne, e os vestígios de sangue em sua roupa, são difíceis de tirar. Outro dia vi um amigo saindo do mundo paralelo, ele disse, porque todo mundo nao sabe que o paralelo deixa marcas, eu respondi porque muitos tem essas marcas e nem sabem.

TAGS

Paralelos

EternizArte
Everaldo Ferreira.
Everaldo Ferreira. Seguir

Eu sou aquele que caminha na arte da escrita. @everaldo9463 Instagram

Ler conteúdo completo
Indicados para você