[ editar artigo]

Retalhos!

Meus versos
as rimas são uma colcha de retalhos
são fragmentos... histórias
em meios as fantasias... alguns cacos
pedaços, lágrimas e alegrias....
momentos inusitados
noutros onde foi ao acaso
em casos duradouros... amores
cheios de paixão e loucura
Onde almas e corpos
se encontraram e desencontraram
numa busca desenfreada
as linhas que os olhos fechados, 
o coração se abre, revelando
aquilo que habita o meu ser
num pertencer sem aprisionar
viver cada instante... um de cada vez
(DiCello, 17/08/2020)

 

EternizArte
Marcelo Fouquet Rosembrock
Marcelo Fouquet Rosembrock Seguir

Assino meus textos com o pseudônimo DiCello

Ler conteúdo completo
Indicados para você