[ editar artigo]

Restos Mortais

Meu mundo,

Ah, meu mundo

Cruel atônito

Beirando ao fogo

 

Reclamando às mortes

Mortes em um papel

Às três da madrugada

 

Fedendo ao mijo podre

Debulhando - se em sexo

Selvagem, maldito

 

Dramático, terror

Morrendo aos poucos

Restos Mortais, miseráveis

 

Que escutam os latidos

Os latidos de um cão

Danado, selvagem

 

Perdidos, perdidamente

Vociferando, adagas

Gritos, horror

 

Animal, fatal

Meu punhal, alucinado.

Vasculhando - se os montes fecais em uma morte irônica, movendo às fezes nas Moitas, pois deixe – me sorrir. Sorrir feliz para uma morte qualquer com um gole de vinho tinto extra-seco.

 

 

 

 

 

 

 

 

Ler conteúdo completo
Indicados para você