[ editar artigo]

Psicopata Matador

 

Quer brincar,

Sangues jorrados,

Fezes estão pela casa,

Horror, terror,

Agonia incessante.

Eu quero estancar,

Matar por diversão,

Habita os meus umbrais,

Pássaros estão aqui,

Morcegos voam,

Sobrepõem urubus pela chaminé

Os sangues amargos,

Pintados na parede do meu quarto,

Estavam todos habitando

O meu medo.

Maldito medo,

Chegando ás três quimeras,

Vomitando vozes,

Incessantes pensamentos.

Serial killer,

Mata por prazer,

A boca alucinada,

Corpo treme,

Suor escorre,

Olhos cobram,

Vibrando na adrenalina.

Há meu maldito

Querido Manicômio,

Habita meus umbrais,

Umbrais incessantes,

Para onde você está me levando.

Não me mate!

Cuspa fora,

Limpe seus medos

Com guardanapos,

Ás veias rugosas,

Faces rochosas,

Montes que estão amedrontadas.

Estão com medo de mim!

Estão com medo de mim!

Tome cuidado,

Posso aparecer nos seus sonhos.

Sonhos endiabrados

Abraçados pelo medo.

 

Ler conteúdo completo
Indicados para você