[ editar artigo]

Por Trás da Cortina Rasgada

Por Trás da Cortina Rasgada

 

Rasgou.

Ahh…  Está guardado numa caixinha dentro do meu coração, lá trancado está protegido.

Rasgou.

Seu sorriso malicioso e sedutor, como uma cortina rasgada, falha em esconder a dança da Angústia com a Melancolia, tão antiga e cansada dança.

-Agora sou eu quem fala, mas com um sorriso terno. Olhe melhor o que acontece atrás da cortina: sob os pés da Melancolia nascem pequenas flores azuis-tristes na relva, e a cada passo nasce uma árvore. 

Talvez essas árvores sejam da mesma natureza da Angústia e de seus galhos pendam forcas; talvez essa floresta dentro de mim seja mesmo a morte. 

Mas olha nos meus olhos, olha no fundo e vê o sangue pulsando vermelho ardente; 

Olha meus olhos vermelho-sangue e entende, 

Que sou mais vivo nessa dor que queima quente.

 

#Musica #Concurso #Eternizarte

 

EternizArte
Pedro Brandão Rocha
Pedro Brandão Rocha Seguir

Full of art, but empty.

Ler conteúdo completo
Indicados para você