[ editar artigo]

POR REJEIÇÃO

POR REJEIÇÃO

POR REJEIÇÃO

Se tu, d'um modo ou d'outro, não me queres,
Apesar d'eu te amar e tu me amares,
Cuida para que a vida que buscares
Não te leve mais longe do que esperes
-- E uma estranha a ti mesma te tornares!

Seguirei a beijar outras mulheres,
Lembrando de teus lábios e vagares,
Que levarei por todos os lugares
Antes que tu m'esqueças os prazeres
-- E uma estranha a ti mesma te tornares!

O não que tens à boca; o malmequeres
Que despetalas para os meus azares!...
Tudo o que, indiferente, me negares
Deus te conceda em dobro ao quereres
-- E uma estranha a ti mesma te tornares!

E se um dia aos pagos tu volveres
Para me confundir em teus folgares
Lembra que pedi para voltares,
Porém tiveste medo de sofreres
-- Para estranha a ti mesma te tornares!

Betim - 28 07 2020

EternizArte
Ricardo CUNHA
Ricardo CUNHA Seguir

Escrevo. Gosto de escrever. Se sou escritor ou poeta, eu deixo para o leitor ponderar. https://medium.com/@arqt.ricardoc

Ler conteúdo completo
Indicados para você