[ editar artigo]

Poesia: Ebulição

Acorda,

o sol não pode iluminar o meu dia sozinho

vem espalhar sementes de amor no meu caminho

me cuida.

Me abraça, 

me esconde desse frio que me trouxe a solidão,

o seu amor é quente, e ao entrar em ebulição

vira o ar que eu respiro,

vira o vento que sopra,

e num breve suspiro leva o barco e o encosta

em seu porto ilhado

em seu corpo molhado

me ancorei do seu lado todo apaixonado

tentando te lembrar, te dar algum sinal,

que esse amor não terá final feliz

porque não terá final.

TAGS

Concurso

Ler conteúdo completo
Indicados para você