[ editar artigo]

POESIA DO EU

Me encontrei na pandemia

Ia sem mim

mas agora me achei

em mim está você bem dentro do meu eu

Eu que se eterniza em dias cinzas, mas há a cozinha

Em cada alimento me alimento de almas

as minhas as suas

Diviso infinitos e bebo alegrias

Tristezas! Eu as coloco num copo de  vinho!!

 

E como e  as bebo!

Ler conteúdo completo
Indicados para você