[ editar artigo]

Pássaros Negros

As minhas asas eu quero voar,

Quero voar longamente desse coração,

Quero habitar o meu habitat natural

 

Quero falar canções de Amor

Para você me escutar

Como é a vida

Dessa menina má

 

As minhas asas eu quero voar,

Quero voar longamente desse coração

Quero habitar o meu habitat natural

 

Naturalmente,

Eu sou rei dos céus

Selvas perdidas,

Olhando longamente

Meus olhos perdidos,

Minha boca é oblíqua,

Inconfundível, Irremediável,

Aconselhável criança do Amor.

 

Sou um pássaro negro

Que buscar renascer

Renascendo das cinzas sou como fênix,

Eu quero lutar por meus direitos,

Sou negro dentro da alma,

Não quero que me aprisione,

Sou um ser humano como todos vocês.

 

Por favor! Parem de me engaiolar,

As gaiolas inumanas têm que parar de chorar,

As coisas profundas profundamente têm que ser felizes,

 

Onde estás o meu cais dentro o meu porto portador de Amor,

Habitas comigo o meu clamor,

Quando eras bem pequena,

Minha singela criança

Pousava um pássaro negro

Que apenas queria voar sobre ás asas.

 

Não me aprisione,

Quero que me deixe voar,

Sou livre,

Sou leve, solto, caminhando pela vida sobre o mar.

 

Sou o pássaro negro,

Que habitas o meu esconderijo

Que habitas o meu amor,

Pois tem tudo para ser certo.

 

Sou, sou negro da cor da alma,

Peito, pelos fiapos, farrapos, apelos do meu coração.

Sou, sou negro da cor do pecado.

 

Ler conteúdo completo
Indicados para você