[ editar artigo]

Páscoa na Pandemia

Páscoa na Pandemia

Primeira semana santa
sem a procissão de Ramos
cadê meu povo que canta?
e ao Salvador aclamamos?

quarta-feira os santos óleos
quinta-feira o lava pés
perdido nos meus imbróglios,
trancado em casa ao invés

sexta-feira da paixão
sem nosso beijo na Cruz
sofrimento e solidão
pra lembrar do meu Jesus

Que caiu com a cruz pesada
a Mãe quis se aproximar
por soldados empurrada 
obrigada a se afastar

também eu quisera ao Cristo
receber com piedade
mas ao longe adoro e assisto
em espírito e verdade.

No Sábado de Aleluia,
mergulho na escuridão
levo perfumes na cuia
mas não consigo a unção

e no Domingo da Glória
vencendo a morte e a aflição
mudando o rumo da história
Vitória e Ressurreição!

Nossa família festeja
que desta vez seja assim:
todo o caminho da Igreja
vivido dentro de mim.

Rogério Felipe Lins Barbosa

Ler conteúdo completo
Indicados para você