[ editar artigo]

Para onde foi tudo isso?

Para onde foi tudo isso?

A paz,

o amor,

a sorte,

o caminho,

as flores,

a certeza

incerta

de que

daria

certo...

Para onde foi

tudo isso?

 

A intenção

o sorriso,

o aperto

do abraço,

do beijo,

o sabor,

a cor,

a terra fresca,

seu aroma,

a chuva

e o sol

juntos,

o arco-íris.

Para onde?

Onde foi

tudo isso?

 

Palavras sinceras,

gestos melhores,

sensação de acordar

o humano adormecido.

Adormecidos estamos?

Para onde foi

tudo isso?

 

Simplicidade,

nitidez,

horizontes

refeitos,

prioridades

bem primazes,

o arfar largo

do peito

para o mundo

do outro

caber também

em nosso jeito

de ser,

de viver.

Para onde foi

tudo isso?

 

A paz,

o amor,

o sabor,

o aroma

tênue

de um café

bem feito,

o olhar

vendo além

das forçadas

figuras.

 

Onde?

Quando?

Para onde foi

tudo isso?

 

(MARTINS, Luciano R.. Sábado, 27 de junho de 2020.)


 

EternizArte
Luciano R. Martins
Luciano R. Martins Seguir

Um homem e um poeta dentro do mesmo corpo, contemplando a mesma alma, aprendendo a se equilibrar nas cordas, penhascos e jardins da vida.

Ler conteúdo completo
Indicados para você