[ editar artigo]

Panos e Tralhas

Panos e tralhas



Panos caídos ao chão,
Netas brincando, risadas tão boas de ouvir.
“São cinco, mas parecem muitas mais”,
Bonecas de panos,tralhas jogadas, bagunça!
Tão bom de ver.
Suor, de tantas brincadeiras,cheirinho de alegria.

 Tão bom de apreciar.
Um abraço, um obrigada vovó,Um beijo na face,
Brigando pelo colo, tão bom de sentir.
Bonecas de panos, costuras bem feitas,
Olhares tão meigos, Tão bom partilhar.
Sorriso de zíper, olhar de botão, cabelos de lã,
Roupinha retalho, cores tão vivas, tão bom relembrar.
Mãe a brincar, saudades e emoção.
Como é bom sentir feliz o meu coração.
Ao olhar para elas, me vejo também,
Jogadas ao chão, um abraço gostoso,
O sono que chega,silêncio, estrelas, grilos a cantar.
Encanto, tudo me encanta.
Descanso nelas o meu olhar.

EternizArte
Sergio Ricardo de Carvalho
Sergio Ricardo de Carvalho Seguir

Sociólogo, professor, escritor de temas diversos, desde drama, comédia a peças teatrais com personagens próprios, poeta e contista, amante da arte das escritas.

Ler conteúdo completo
Indicados para você