[ editar artigo]

Paisagem com muro

Paisagem com muro

Porque não se sente seguro
você precisa de muro
cercas, monitoramento, 
cimento. 
sua casa torna-se 
imponente
cela cinza
deprimente, fúnebre
 
cimento requer dinheiro
dinheiro nunca há suficiente 
então você trabalha, 
mas se cansa cedo, 
pois há longa ida 
longa volta
de ônibus, 
manhã cedo

ir e vir
requer dinheiro 
precisa também de automóvel  
não o possui
passa a sentir mais falta, 
se exige mais trabalho 
trabalha cansado... 
descansa na casa de muro alto
e acorda 
e repete 
e não sente 
e bebe 
e canta 
e no meio
descobre que ama
mas não sabe como se ama
então 
se casa
porquê há muros demais, lotações demais
só porquê há 
você se casa
se casa mas não basta o casamento 
precisa de mais trabalho 
soma o teu ao trabalho do outro 
ao suor, que já vale mais que o sangue
adoece
adoecem,
está doente
criando doentes
e procura curar-se
escondido nos templos, 
nos quartos brancos, consultórios, demais doentes. 
e conta cabeças 
como quem conta moedas
e morre de corpo 
porque já estava morto
e soluça em silêncio 
a inexistência, medo 
o horror
no fim é só o soluço
aceita praticar o trabalho 
porque outros nem a isso têm
e finalmente morre a morte da morte
mas não a sente
já estava finado. 

Vini Willyan 

#poesia #concurso #eternizarte

EternizArte
Vini Willyan
Vini Willyan Seguir

Poeta e ativista cultural.

Ler conteúdo completo
Indicados para você