[ editar artigo]

Os Atos Da Estrada

Os Atos Da Estrada


Proficiente em se trafegar em vias de ações do acaso esbarro ; passares humanos em oposta guia;futurição em pontos declive sem o escambo da fuga -descanso ou escape.
Ávidas máquinas ,que adoecem ,pela mecânica idade- construção.
Seres distantes ,em distrações do cotidiano subsistir.


Póstumas lembranças em pontos colisões, o calcar veloz, sem a cogitada ação.
Avisos metalizados, que refletem ao dia e, luciluzem à noite- um informar;

...Pirilampos artificiais.


"Extensos trens de asfaltos", que interrompem o pacato prosseguir.

Vento tremidado ,no paralelo prosseguir oposto.

Segurança;... sinto ao cinto.


Projeção corporal ao" negro caminho",... um suposta proteção.
Do ponto partido ao ponto esperado,hei de chegar?

Condutores que dependem de mim e, eu deles ,mesmo ,sem um nome conhecimento.

O Parar ,em obras de ajustes do tempo, peso e uso.


Fissuras no caminho ,que frustram o chegar.

 

O Final humano ,de um sóbrio atento.


...aquaplanagem,
cansaço,
falta de visão- neblina,
luz que cega meu horizonte;


...o encontro destinado, a  um "irmão"descompromissado para com a vida.


Desatentos corredores em fuga, da incorreta passarela.

 

HEi de chegar ,sem degastes espirituais?

 

 

 

 

 

 

Ler conteúdo completo
Indicados para você