[ editar artigo]

O Sombra de Nulméia

O Sombra de Nulméia


Perdeste,sua credencial Celestial.E agora?
Suas asas,presentemente ressecadas e opacas,da qual,um brilho que não se regenerará com hidratações humanas,hão,de escalpar-se.

 

Apócrifo.
SIM..TU,ÉS!
Angelus Eurydicen(Anjo sem Mestre)

 

Nem mesmo, o oposto lado,lhe enviará recordações ou abraços á espera.
Andará em uma estrada de terra,tão árida,quanto ao seu agora,depreciar legionário.
De que vale ou serve,um anjo inválido?


Reminiscências?
A meu ver...,não passará,em um futuro de desponte saber,de um mero Protelo.
Sim.Um Protelo!.
Ao quê,adequa-se um banido?

Humanos socorridos por Ti,lhe virarão suas faces aos teus pedidos de lembranças.
Acredite...,eles irão!.
Pois,não ostentas mais,o brilho-patente da suprema benevolência.
E agora,nobre Corvo Angelical?
És símbolo do mau agouro e do esquecimento!.
De um carma ou pecado,a se cumprir.

E AGORA?

Ler conteúdo completo
Indicados para você