[ editar artigo]

O OBSERVADOR

                               O OBSERVADOR

 

Do outro lado do rio,

existe uma casa vazia,

e não vejo ninguém,

onde a vida arredia.

 

Do outro lado do rio,

deve estar a liberdade,

a saudade, a vaidade,

a beleza, assim o amor.

 

Desse lado, O OBSERVADOR,

o curioso, o estudioso,

aquele que vê, espelha.

 

Vê a vida e se destina,

hoje estou desse lado,

amanhã inverso do rio.

 

Antonio Cesar Cardoso

 

Ler conteúdo completo
Indicados para você