[ editar artigo]

O linda e pequena Afrodite...

O linda e pequena Afrodite...

Ó linda e pequena Afrodite...

Aparecestes em minha pacata, serena e amargurada existência, cheia de luxúria e pecaminosamente deslumbrante...

Com seu sorriso sutil e engajante que me faz viajar em vários desejos peculiares repletos de barbárie e sinceridade;

Não me julgaste na plena ignorância do meu ser;

Apenas me reconforta no fervor de suas palavras sinceras e cheias de relutância sobre meus ideais...

Ó linda e pequena Afrodite... teus lábios carnudos e milimetricamente desenhados de ponta a ponta em sua face, me deixa fascinado com tamanha elocução e sumidade... Deveras almejo sua longinquidade, porém demonstro em fervor o desejo de envolvimento mútuo e real em meu viver.

Ó linda e pequena Afrodite... Não quero ouro, prata ou joias...

Apenas peço-lhe um sorriso esbraseante, estonteante e verdadeiro que sempre representaste em seu tom de voz ardente de felicidade...

Peço-lhe o toque suave com jubilo e casualidade;

Justamente o sentimento verdadeiro cheio de integridade limitando-se a nossa realidade...

Ó linda e pequena Afrodite, ó linda e pequena Afrodite ó linda e pequena Afrodite...

Ler conteúdo completo
Indicados para você