[ editar artigo]

O dialeto das nuvens

O dialeto das nuvens


Borboletas
sopradas,
pelo retiro da tarde.

Deixe-me,
novamente,
repousar
com as minhas memorações
no jardim de teu sexo.

Talvez...,
nossa tristeza,
um dia
cesse..


Bem aonde fora plantada.

O verão em seu corpo,
nos faz

pairar


Com você,
minha solidão descalça
há de enfrentar,
caminhos áridos.

 

 

Ler conteúdo completo
Indicados para você