[ editar artigo]

O chocalho das horas/Horas em um chocalho

O chocalho das horas/Horas em um chocalho


Ao clonar placebos de sorrisos e gestos
Minha feliz máscara
começara a derreter


Pingara tédio em minhas pernas

O ofegante suspiro das Horas


Ao me pôr de pé
o suor reluzido em vítreo
repugnara a mim


em certeira dicção

 

O eu

 

Calado
Mentindo
Fingido
Esculpido

 

Os monstros interiores dos quais dou teto
estão afugentados pela social razão

 

Amansados em um jaula

 

Pobre Homem-Pelúcia


Até mesmo
a Bestial-Fera indolente e voraz
pôs-se a civilizar


Por um prometido toque de pele
em leito dividido

 

Ler conteúdo completo
Indicados para você