[ editar artigo]

O BEIJO

O BEIJO

 

O silêncio é o beijo da palavra anônima.

 

Grito sem voz

Da consciência.

 

A poesia das horas noturnas

Circulando no nada.

 

O sentimento da luz

Nos lábios das estrelas.

 

Tempo sem tempo

Para cada momento.

 

Som de ondas

Inundando a alma.

 

A calma de uma noite

Flutuando na boca da Lua.

 

A flora de um sopro

Resgatando a vida.

 

Choro sem lágrimas

Em olhos dourados de Sol.

 

Toda a tradução

Do que se cala na existência.

 

#Concurso #Poesia #Eternizarte

EternizArte
MARIO SERGIO DE SOUZA ANDRADE
MARIO SERGIO DE SOUZA ANDRADE Seguir

Santista, morando em Floripa. Música, cinema, teatro (não faço nenhum dos três, mas gosto). Escrevo há muito tempo, quem sabe um dia eu aprendo. Tenho bons vícios, ler, sonhar e viver o que me é possível, sempre acreditando que a cura virá ...

Ler conteúdo completo
Indicados para você