[ editar artigo]

O anjo que Deus me mandou

O anjo que Deus me mandou

Galinha caipira, farinha d'água,

pirão e cabidela,
feijão maduro, maxixe,

arroz da terra e chá de canela,
cintina, tina,

vestido de chita e fita amarela,
algodãozinho,

chinela rasteira,

pente de bolso e fivela,
fubá, azeite de côco, dendê

tudo isso me faz lembrar dela,
cabelo branquinho, ôio sereno,

 boca sem dente...
calo nas mão, rachão nos pé,

mas alma contente.
Pode inté paricer,

mais eu num tô falano de gente,
tô falano de algo muito mió...
eu tô falano é dum anjo...
que Deus mandou para ser minha vó.

#Poesia#Concurso#Eternizarte

Ler conteúdo completo
Indicados para você